fbpx
Scroll to top

Segurança da informação: o que é e qual sua importância


Josué Adil - março 16, 2020 - 0 comments

Manter a segurança da informação é vital para a proteção dos dados importantes de uma empresa. Principalmente nos dias de hoje, quando vivemos a era da informação e do conhecimento.  

Para manter a empresa protegida, é fundamental que os proprietários, diretores e  gestores em geral compreendam o valor e o risco que seus dados corporativos possuem, considerando-os como “ativo” da empresa, tal como de fato são.

Sendo assim, entender como aplicar a segurança da informação no seu dia a dia pode ser o divisor de águas para proteger sua empresa dos mais diversos tipos de ataques. Confira, neste artigo que a Acadi TI está trazendo especialmente para você, o que é de fato a Segurança da Informação e dicas de como aplicá-la no seu negócio. Vamos lá?

O que é segurança da informação?

Segurança da informação trata-se do conjunto de ações para proteção de um grupo de dados importantes e as informações neles contidas. O principal objetivo das práticas de segurança da informação é : proteger tais dados de ataques digitais, de desastres tecnológicos ou de falhas humanas, respeitando os critérios de confidencialidade,  

Diferente do que muitos pensam, a segurança da informação não está relacionada apenas a computadores, celulares, sistemas e arquivos digitais. Além do mundo da informática,  segurança da informação pode incluir pessoas, documentos impressos e ambientes.

  • Pessoas: Há empregados que têm acesso a informações confidenciais. Para tanto, uma possível medida de segurança é  submeter a pessoa a um termo de confidencialidade, através do qual o ele se comprometa formalmente a manter o sigilo.
  • Documentos Impressos: em departamentos financeiros de empresas, é comum que sejam administrados documentos como boletos, notas fiscais e cópias de contratos. Se ocorrer extravios, a empresa pode sofrer diversos impactos graves, como multas e processos judiciais. Para evitar tais ocorrências, uma boa solução é a manipulação dos documentos mais importantes através de inventários, que registram todo o controle destes ativos.
  • Ambientes: existem ambientes dentro das empresas em que geralmente circulam informações relacionadas a altos níveis de confidencialidade. Salas de reuniões, departamento de TI e setor financeiro, por exemplo. Para manter a segurança, o controle de acesso é um dos melhores caminhos.

Mini curso de Proteção de Dados

Gratuito e 100% online

O que envolve a segurança da informação?

Baseada nos critérios de confidencialidade, integridade e disponibilidade, citados acima, as ações e estratégias devem salvaguardar a originalidade desses itens nos dados importantes.

Vale lembrar dos recentes casos de escândalos de invasão e vazamento de dados de grandes empresas de porte internacional, como exemplo das possíveis consequências que um erro de confidencialidade pode gerar.

Entenda quais são e como funcionam os critérios da segurança da informação:

Confidencialidade – Falhas neste critério podem  expor dados estratégicos da organização para concorrentes, ou então oportunizar um vazamento de dados de clientes realizado por hackers. Além de severos prejuízos financeiros, este tipo de situação compromete muito  a imagem da empresa no mercado, evidenciando as as falhas de segurança para o público.

Integridade – A integridade envolve o acesso às informações por inteiro. Um erro no servidor, por exemplo,  pode corromper determinados arquivos importantes. Sem a prática rotineira de backups, as funções da empresa podem ficar comprometidas.

Disponibilidade – Os dados precisam estar acessíveis no momento em que foram requisitados, principalmente para garantir a agilidade dos processos. Falhas na segurança da informação podem impedir a disponibilidade, como nos casos de ataques de sequestro de dados (ransomware).

Autenticidade – Há um grande risco de fraudes por processos falhos de garantia de autenticidade de transações,  e isso pode causar problemas graves a longo prazo. No uso de informações de cartões de crédito, por exemplo, podem ocorrer a clonagem e até mesmo a invasão  de dados.

É imprescindível que o planejamento e as ações de segurança da informação  priorizem sempre estes quatro critérios. Mantenha-os sob controle nas suas rotinas empresariais.

Qual é a importância da segurança da informação nos negócios?

Antes de mais nada devemos lembrar que informação é poder. Conceitualmente, informação é definida como um conjunto organizado de dados, que formam mensagem sobre um determinado fenômeno ou evento. A informação permite resolver problemas e tomar decisões, tendo em conta que o seu uso racional é a base do conhecimento.

Dados, por sua vez, são números, medidas e valores, ou seja, é a informação não tratada. São significados que isoladamente não podem transmitir uma mensagem mas, combinados, se transformam em informação. E no caso do universo empresarial, podem ser informações poderosas.  

Trazendo para exemplos reais, o uso de big data nas empresas é cada vez mais forte. Trata-se do uso da tecnologia para transformar dados em informações que orientam a tomada de decisões importantes, tais como padrões de comportamento do consumidor que orientam estratégias de marketing nas empresas.

No entanto, o big data só funciona adequadamente se os dados estiverem disponíveis e forem precisos. No caso de falhas tecnológicas, um servidor para de receber acessos a determinados dados, a análise fica comprometida e, assim, pode-se gerar informações incoerentes com a situação atual.

Além da assertividade nas informações gerenciais, é muito importante estar alerta com as questões relacionadas aos riscos de invasão e vazamento de dados. Toda empresa que trabalha com acesso a dados sensíveis, como dados cadastrais de seus clientes, vendas online ou até mesmo produz dados relevantes, deve redobrar os cuidados.

Nesse cenário, é importante considerar que os cibercrimes têm crescido exponencialmente. E não é só para vazamento de informações, mas também para sequestro de dados (como os ataques ransomware), ataques DDoS (que tornam as informações indisponíveis), entre outros. E o Brasil está na mira dos hackers: nós somos o segundo país no mundo com o maior número de crimes nessa área, atrás apenas da China, com um prejuízo de US$ 22 bilhões.

Sendo assim, garantir a  segurança da informação vai além de manter o sigilo sobre questões confidenciais e estratégicas da empresa. Principalmente com a entrada em vigor da nova LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) que prevê severas punições a vazamentos de dados de clientes que possam ser atacados. Por isso, é importante ter consciência do cenário geral e aos reais riscos aos quais estamos expostos diariamente. 

Gostou do que aprendeu neste artigo e quer saber mais sobre como melhorar a segurança da informação na sua empresa ou para o suas atividades pessoais? Aprenda a proteger-se melhor com o Curso Online de Proteção de Dados da Acadi TI.

Fale com um de nossos Consultores

Related posts

Instagram-facebook-Linkedin-feed-covid19 (2)