fbpx
Scroll to top

Cibersegurança em 2022 o que esperar 


Josué Adil - - 0 comments

Cibersegurança em 2022 o que nos espera, já que 2021 foi um ano fascinante e um tanto aterrorizante para a cibersegurança. Porque todos os nossos medos em relação às ameaças cibernéticas se tornaram realidade de uma forma ou de outra. 

De antemão, 2021 foi complicado, pois muitas organizações demoraram a se adaptar ao novo clima de segurança. Previsões à parte, a complacência não é uma opção se você planeja sobreviver e prosperar na cibersegurança em 2022. Fique tranquilo, o futuro da cibersegurança é brilhante, mas virá com seu próprio conjunto de desafios. 

Estamos ansiosos para o futuro porque quanto mais cedo começarmos a adaptar a estratégia, as políticas e as tecnologias, melhor será para todos a longo prazo. As previsões podem ser emocionantes e aterrorizantes ao mesmo tempo, então, por favor, coloque o cinto de segurança e os capacetes:

A escassez de talentos de cibersegurança ficará muito pior em 2022.

A escassez de talentos de cibersegurança em 2022 só vai piorar, pois há muitas vagas de empregos de cibersegurança não preenchidos no mundo. E que provavelmente aumentará devido ao crescimento contínuo de ransomware, violações de dados e outros ataques cibernéticos. 

Diante desse desafio, as empresas terão cada vez mais dificuldade em proteger suas redes e dados. Serviços e parcerias tecnológicas específicas continuarão ajudando a preencher e proteger o que é sagrado, mas mais ajuda pode estar a caminho de um lugar improvável: inteligência artificial (IA). 

A IA tem o potencial de detectar malware nas redes antes que seja detectado pelos funcionários. Juntamente com o aprendizado de máquina, essas tecnologias podem analisar melhor grandes quantidades de dados com mais rapidez do que os humanos. Assim detectando problemas sorrateiros, como ataques de phishing, escalonamento de privilégios, exfiltração de dados e ameaças internas.

Os ataques cibernéticos serão comoditizados na cibersegurança em 2022.

Nos últimos anos, vimos um aumento significativo no número de ataques cibernéticos direcionados às cadeias de suprimentos de software. Esses ataques são particularmente eficazes porque podem derrubar toda a cadeia de fornecimento de software e serviços de uma organização. Resultando em grandes interrupções nos negócios.

Infelizmente, podemos esperar que esses ataques se tornem ainda mais comuns na cibersegurança em 2022. Os cibercriminosos perceberão que esses ataques à cadeia de suprimentos são uma maneira eficaz de causar o máximo de interrupção. E, uma vez dentro dos portões confiáveis, a parte mais difícil do trabalho de hackers já foi tratada. 

Então esses grupos irão comoditizar esses ataques como resultado. Podemos esperar que essa comoditização reduza o nível de entrada, incentivando invasores menos qualificados a realizar ataques à cadeia de suprimentos de software.

Mais dispositivos inteligentes, mais riscos. 

É inevitável, a Internet das Coisas é uma tendência em crescimento contínuo que trará mais ameaças cibernéticas. Na área da cibersegurança em 2022, podemos esperar ainda mais ataques cibernéticos devido ao aumento do número de dispositivos IoT. 

A proliferação desses dispositivos, muitas vezes minimamente protegidos, aumenta os vetores de ameaças nos dispositivos do dia a dia. Os hackers podem atacar através de muitos dispositivos vulneráveis, como câmeras de segurança, TVs inteligentes e DVRs em sua casa ou local de trabalho. 

O Mirai Botnet foi um desses ataques que derrubou vários sites de alto perfil com um ataque de negação de serviço (DDoS). Essa botnet foi composta por milhões de dispositivos IoT sequestrados e os invasores sempre estarão procurando o máximo de retorno para seus investimentos em hackers. 

Ataques cibernéticos custam vidas.

O mundo não é estranho à quantidade de danos que os hackers podem causar. Vimos ataques a hospitais, sistemas de transporte e até escolas deixando hospitais paralisados, cidades sem eletricidade e muitos outros. No entanto, o que muitas pessoas têm dificuldade em imaginar são os efeitos de um hacker mirando em infra estruturas críticas, tais como usinas de energia ou barragens. 

As ameaças se tornarão muito reais quando um ataque futuro resultar em interrupção e morte. Não é uma imagem bonita, mas as ações dos líderes mundiais indicaram que a cibersegurança em 2022 é a linha de frente em uma guerra cibernética global e as baixas estão a apenas um salto lógico de distância.

As ferramentas de aprendizado de máquina.

O aprendizado de máquina (ML) e a inteligência artificial (IA) já começaram a revolucionar a cibersegurança e seu impacto só aumentará em 2022. Essas ferramentas estão possibilitando que as organizações detectem e respondam a ameaças com muito mais rapidez e eficácia do que nunca antes de. 

Os profissionais de segurança podem identificar possíveis ataques mais rapidamente do que nunca com painéis com tecnologia de IA. Enquanto isso, as ferramentas de aprendizado de máquina podem ser usadas para detectar ransomware em um arquivo de imagem antes de ser aberto em um computador. 

As equipes de cibersegurança usarão ML e IA para automatizar a detecção de ataques, entender o impacto de uma violação e reduzir fraudes.

Mais criminosos cibernéticos em 2022.

As agências de aplicação da lei intensificaram seus esforços para capturar criminosos cibernéticos. Embora as maiores manchetes pareçam mostrar que os perpetradores nunca são pegos, muitas investigações bem-sucedidas resultaram em processos judiciais. 

Essa tendência crescente continuará à medida que as autoridades policiais se tornarem ainda melhores na identificação e apreensão de cibercriminosos. Essa é uma boa notícia para empresas e consumidores, pois os cibercriminosos terão uma capacidade reduzida de operar com impunidade.  

Computação Quântica.

Este vem se acumulando há algum tempo, mas este deve finalmente ser o ano em que a computação quântica estreia no mundo da cibersegurança em 2022 . Estamos falando de computação quântica real, não do tipo de marketing de recursos quânticos. 

O avanço será pequeno no início, mas espere ver produtos que possam tirar proveito das propriedades peculiares da mecânica quântica para fazer coisas como fatorar grandes números muito rapidamente ou quebrar a criptografia atual dentro de alguns anos. Isso também pode representar um sério desafio para os protocolos de segurança atuais e exigir uma reformulação completa de como protegemos nossos dados.

Conclusão

O cibercrime é desenfreado e as ameaças não discriminam nada nem ninguém. 

Felizmente, existem maneiras de nos protegermos desses riscos: fortes proteções de cibersegurança, como firewalls, software antivírus e sistemas de detecção de intrusão. 

Treinamento para que as pessoas saibam como evitar serem vítimas; e entender o que causa violações de dados. Assim como também pode desenvolver uma profissão nessa área.

A cibersegurança é um mercado em grande expansão e nós temos cursos com certificação internacional que te abrirá muitas portas nessa área.

Transforme sua carreira e venha para esse mercado altamente lucrativo da cibersegurança que é um verdadeiro oceano azul. 

Temos formações em todos os níveis, desde você que queira iniciar na área da cibersegurança, quanto para quem quer se especializar ainda mais.

E se você quiser fazer parte da elite do mercado de cibersegurança, junte-se a nós e venha ser um Acadiano.

Para se aprimorar ainda mais você também pode fazer parte da nossa formação Prime, um verdadeiro netflix de cibersegurança.

Para continuar sempre bem informado sobre os principais assuntos de cibersegurança, siga nosso blog e acompanhe todas as notícias.

Related posts

Open chat
Fale conosco
Olá
Como podemos te ajudar?