fbpx
Scroll to top

Profissão do Futuro: Profissional com pouca experiência em TI se destaca e dobra salário


Josué Adil - maio 19, 2020 - 0 comments

Profissão do Futuro: Profissional com pouca experiência em TI se destaca e dobra salário

Vamos contar aqui a história do Joas Antônio dos Santos, 22 anos, que cerca de um mês após iniciar formações em cibersegurança deu uma virada inimaginável em sua carreira.

O sonho Joas Antônio dos Santos dele, como o de muitos jovens brasileiros, era usar sua paixão por tecnologia a favor de sua profissão. Ter uma carreira de destaque com uma excelente remuneração no mercado de TI.

Porém, a lacuna que existe entre um profissional do futuro e as tão sonhadas boas remunerações, geralmente está nas formações e certificações que esses profissionais conseguem fazer. E elas dependem, na maioria das vezes, de altos investimentos de tempo e de dinheiro. Mas como Joas resolveu isso?

 

banner-1-adv-cscu

Joas estava no oceano vermelho

Joas era freelancer e dava um duro danado porque precisava conseguir atender a um grande volume de clientes. Sendo jovem e não tendo experiências anteriores em empresas de renome, tinha dificuldades em conseguir precificar bem sua hora trabalhada.

Já ouviu falar na expressão popular que diz que: “Quem trabalha muito não tem tempo de ganhar dinheiro”? No caso do Joas isso foi absolutamente verdade. Junto com ele, muitos jovens brasileiros estão hoje nesta situação. Trabalhando muitas horas por uma remuneração ruim, devido à falta de oportunidade em fazer uma boa certificação.

Este cenário configura o que o mercado chama de oceano vermelho. Todos esses jovens, quer sejam freelancers ou júniors na área de TI, desejam a mesma coisa: construir uma carreira sólida na área. Então, passam a disputar entre si, de maneira acirrada, pelo mesmo mercado, oferecendo a mesma prestação de serviços.

Tamanha concorrência forma uma verdadeira commodity, ou seja: um nicho de atuação tão homogêneo e semelhante, com tantos profissionais de características parecidas oferecendo exatamente a mesma prestação de serviços, que a tomada de decisão do cliente acaba sendo com base no preço.

Assim, ganham mais oportunidades, neste universo do oceano vermelho, os profissionais que oferecem a hora trabalhada mais barata. Esses, por sua vez, precisam pegar muitos projetos para conseguir formar uma receita razoável, e ficam sem tempo para se especializar e agregar valor ao seu trabalho.

Se o profissional não for muito esperto, dedicado e tiver muito jogo de cintura, passa uma vida inteira neste cenário, literalmente patinando, sem conseguir evoluir e usar todo seu potencial intelectual profissionalmente para um faturamento e uma lucratividade capazes de realizar seus sonhos.

Mas felizmente, muito felizmente, este não era o caso do Joas.

Primeira certificação INTERNACIONAL em cibersegurança

Proteção de dados e privacidade na internet ( CSCU | EC-Council)

Joas encontrou o oceano azul

Um dia, zaepando em suas redes sociais, Joas observou com mais atenção algumas publicações que já havia visto repetidamente. Eram alguns colegas de profissão postando fotos de seus certificados do EC-COUNCIL (Conselho Internacional de Consultores de Comércio Eletrônico) – renomada organização internacional certificadora para várias atuações em comércio eletrônico e segurança da informação.

Tudo isso é muito recente: ocorreu no final de 2019. Joas puxou conversa com um amigo que estava fazendo a prova para a  CSCU (Certified Secure Computer User) e ele o apresentou o Mestre Leandro Mainardi, diretor de cibersegurança e educação na Acadi TI. Este Networking abriu muito sua visão para as promissoras oportunidades que se abriram ao fazer certificação da EC-COUNCIL e atuar na área de cibersegurança.

Com os contatos que fez, descobriu que havia um número crescente de vagas e poucos profissionais certificados em cibersegurança. E esta combinação gera um resultado muito interessante: boa remuneração.

As provas das certificações internacionais são difíceis e poucos conseguem atingir a nota necessária. Somado a isso, existe a crescente demanda por profissionais capacitados para lidar com os diversos novos riscos de segurança da informação, que surgem dia  após dia.

Muitos profissionais de TI levam anos para ter esta iluminação de ideias que Joas teve. E muitos passam a vida toda sem ter. Então, prendem-se ao fato que as provas são difíceis e os cursos são caros, e não montam uma estratégia para conseguir fazer acontecer.

Resultado? Lei de oferta e demanda a favor da remuneração do setor de cibersegurança. Ou seja, há muitas oportunidades, que aumentam cada vez mais, e poucos profissionais capacitados para supri-las.

Então, uma vez que os especialistas são difíceis de encontrar, as empresas acabam leiloando-os com as outras e aumentando (muito) a remuneração.

 

oceano-azul-vermelho-acaditi

 

Joas arregaçou as mangas e fez seu plantio

A maioria das histórias de sucesso demandam de 1% de inspiração e 99% de transpiração. E não foi diferente com Joas. O jovem se decidiu em tirar sua primeira certificação internacional em Cibersegurança.

Sabia a importância que tinha escolher a instituição correta para fazer seu curso preparatório. Levando em conta o networking que fez e as informações que descobriu, Joas optou pela Acadi TI.

Mas, mesmo sabendo que a Acadi TI é  principal centro de treinamentos autorizado do EC-Council do Brasil,  com o índice de aprovação dos alunos de 91,3%, e é vencedora do “EC-Council ATC Best New Comer Award” da região LATAM em 2019… ainda assim o jovem ficou  ele ficou receoso. Vendo o tamanho do desafio, sentia um grande medo de não passar nas provas das certificações.

Joas  possui um alto nível de déficit de atenção e, por isso, sentiu medo que o material didático não fosse forte o suficiente para ele atingir a nota necessária nas provas e acabar reprovando. Medo de perder o tempo e o dinheiro que com sacrifício havia preparado para este novo desafio.

Assim, o jovem teve a oportunidade perfeita para fazer um teste antes de apostar todas as suas fichas. Na ocasião (novembro de 2019), a Acadi TI estava oferecendo um curso gratuito de Proteção de Dados. Assim, Joas pôde conhecer a qualidade da instituição, a eficácia do método didático e a real preocupação que todos os professores tinham em auxiliar os alunos.

Na sequência, gostando da experiência inicial que teve,  Joas apostou mais alto e fez o curso preparatório para a  CSCU + Voucher Incluso (Certified Secure Computer User), da  EC-COUNCIL, também pela Acadi TI e com o voucher para prova incluso, ele conseguiu conquistar sua certificação internacional logo na primeira tentativa.

banner-1-adv-cscu

Joas colheu os frutos

Pouco tempo depois de dar seu primeiro passo, o jovem já começou a ver a transformação acontecer na sua vida. Cerca de um mês após ter iniciado sua jornada de certificações,  Joas já estava atuando na área de cibersegurança, com mais de o dobro da remuneração que tinha antes, como freelancer.

Desde então, atua como consultor em projetos de segurança da informação e cibersegurança, na Betta Global Partner. Além disso, Joas melhorou a qualidade e a profundidade de artigos que já escrevia para um blog, uma vez que começou a entender melhor o mundo corporativo.

Devido ao destaque que as certificações deram ao seu currículo, com frequência o jovem vem sendo convidado, por intermédio do LinkedIn, para dar entrevistas e ser colunista em matérias sobre segurança da informação.

A certificação também abriu oportunidades como palestrante. Apenas em 2020, Joas já palestrou duas vezes sobre proteção de dados e cyberbullying.  E recentemente, iniciou mais um novo desafio, como blog writer e instrutor na Desec Security.

Enfim, Joas colheu seus frutos. Se dedicou ao seu objetivo de obter certificações internacionais e destacar-se como profissional de cibersegurança e está tendo seu merecido reconhecimento  pelo mercado.

O jovem sabia que era um caminho promissor, porém não imaginava que sua vida profissional se transformaria tão rápido, com novas oportunidades surgindo cerca de um mês após iniciar suas formações. Fiquem com as palavras do próprio Joas!

 

“Recomendo aos profissionais de TI que querem ingressar área de cibersegurança, que conheçam a Acadi TI. Recomendo tanto pela eficiência didática, quanto pelo cuidado e comprometimento que eles dedicam aos alunos, tornando um conteúdo internacional acessível, e as renomadas certificações EC-COUNCIL viáveis. Os instrutores e a qualidade do método didático exercem papel fundamental em qualquer curso e formação. Na Acadi TI, os instrutores NÃO SÃO MEROS LEITORES DE PDFs.  Lá, você conta com pesquisadores profissionais e entusiastas que ensinam conceitos novos e abrem ricos debates sobre formas de exploração ou defesa. Eu consegui absorver facilmente o conteúdo. Mesmo possuindo um déficit de atenção alto, não precisei repetir nenhuma aula nenhuma vez, entendi tudo de primeira. A didática é bem direta e sem enrolação, além das preciosas dicas para a hora da prova, sobre questões que geralmente aparecem e as pegadinhas nas quais podemos cair  por não interpretar uma questão da maneira correta. Por tudo isso eu recomendo fortemente a AcadiTI. É um dos melhores investimentos que quem deseja trabalhar na área de segurança da informação pode fazer”! 

Fale com um de nossos Consultores

Related posts